Viajar barato para Orlando

2211

Vamos falar de diversão sem desperdício de dinheiro. Afinal, quem não quer viajar barato para Orlando? Com a ajuda das agentes de viagem Regilaine Santos, da Bio Viagens, e Priscilla Truzzi, da Uzzi Viagens, montamos um verdadeiro dossiê da economia.

Seja flexível
Entre segunda-feira e quinta-feira há chances de conseguir voos mais baratos ou em promoção, isso porque a procura costuma ser menor. Ter flexibilidade de um ou dois dias nas datas de partida e retorno pode fazer muita diferença no bolso.

Atente para o calendário
Fique atendo para períodos de férias e feriados, que inflacionam os preços. O pico das férias de verão nos Estados Unidos acontece em Julho. Março também costuma ser um mês caro, por conta do Spring Break.

Siga as companhias
Viagens muito baratas podem surgir de uma oportunidade inesperada, diante de uma promoção de última hora. A dica é seguir as companhias aéreas e agências nas redes sociais. Na época do Black Friday, em Novembro, boas oportunidades costumam aparecer.

Compre com antecedência
Economia combina com compra muito antecipada, e isso parece ser consenso entre os agentes de viagem, que muitas vezes conseguem pacotes diferenciados por conta de convênios e benefícios. O ideal é comprar o seu pacote com pelo menos seis meses de antecedência.

Evite os taxis
Tudo é longe em Orlando, e andar de taxi é muito caro – quando você converte a corrida em reais, quase cai pra trás. Até vale a pena se for uma corridinha ou duas, mais que isso é prejuízo. E como em Orlando tudo se faz de carro, considere essas alternativas:

– Se você quer fazer muitas coisas diferentes em Orlando e gosta de independência, alugar um carro é a melhor escolha. Ao reservar seu automóvel, leia atentamente todas as opções de seguros e escolha com consciência e antecedência – tome cuidado porque, ao chegar no guichê para retirar o veículo, os atendentes normalmente tentam engordar ainda mais o pacote. Saia do aeroporto já motorizado e economize a corrida até o hotel.

– Outra ideia é contratar um motorista. Geralmente o preço é fechado por programa com hora marcada para levar e buscar. Quer fazer um roteiro de compras? Explique o seu plano ao motorista e acerte um valor fixo. Quanto mais pessoas forem juntas para dividir o custo, melhor. Muitas empresas prestam esse tipo de serviço em Orlando, e inclusive falam português, como a Path Travel.

Invista na localização do hotel
Qual é o seu principal ponto de interesse: Disney, Universal, Outlets…? Escolha um hotel bem localizado e economize na locomoção. Por exemplo:

– Ficar em hotéis econômicos dentro da Disney pode ser uma ótima cartada na baixa temporada [agosto a dezembro], além de café da manhã grátis e descontos nas diárias, os hóspedes têm direito a transfer aeroporto-hotel-aeroporto e transporte ilimitado em todo o complexo. Hotéis ao redor da Disney, porém fora do complexo, também são legais.

– Se você deseja focar em outlets e atividades em geral, a i-Drive é a melhor pedida. Neste ponto você estará perto de vários parques, outlets e restaurantes. Ao reservar um hotel, informe-se a respeito de transporte gratuito para os parques e também confira a pontuação dele em sites de avaliação, como o Tripadvisor e Trivago.

Imprima cupons de descontos
Os americanos amam cupons e quase todas as grandes lojas oferecem descontos mediante apresentação de voucher. O Visit Orlando tem uma área muito legal na qual você busca cupons de descontos, clique aqui para conhecer.

Recheie o seu frigobar
Vá ao supermercado e compre frutas, água mineral, refrigerante e lanchinhos gostosos; esses itens no frigobar do hotel costumam ser absurdamente caros, melhor evitar sustos no check-out.

Alugue uma casa (grupos)
Para quem viaja em grupo, a locação de uma casa é altamente indicado. É possível alugar lindas casas com piscina privativa e dividir o valor entre os membros. Para se ter uma ideia de preço, Renata Alves, da empresa Casa Na Disney, conta: “Em uma casa de cinco dormitórios em que teremos duas pessoas por quarto, portanto acomoda dez adultos, a diária sai a partir de US$ 194.00 por noite, com toda infraestrutura, incluindo piscina privativa. Um imóvel de cinco dormitórios mais luxuoso tem diárias partir de US$ 289,00”. Martonio Pinto, diretor da Orlando Fun Rentals, explica como a cobrança é realizada. “Sinal de 20% na reserva. O restante é pago trinta dias antes da hospedagem”.

Prepare-se para os parques
Leve na mochila: água, protetor solar, boné e até uma blusinha, dependendo do período do ano. Se você pretende se divertir em brinquedos que dão rasantes na água, convém reservar uma toalha fina, pode ser de rosto, e um chinelo e meias. Evitar essas pequenas comprinhas nos parques é essencial para não comprometer o orçamento.

Combine as regras
Veja bem, você vai passar pelos parques Disney, Universal, SeaWorld e suas infinitas lojas de brinquedos e parafernálias. Ao sair dos brinquedos, uma lojinha estará lá, esperando. Brincou no carrinho Buzz Lightyear? Espere por uma lojinha na saída lotada de itens e bonecos do personagem, e isso se repete em todas as atrações. Claro que as crianças vão querer tudo, então defina regras claras. Haverá um dia dedicado a compras? Elas terão uma pequena mesada para administrar durante a viagem?

Compre souvenirs nos supermercados
Walmarts e Targets da vida são verdadeiros minishoppings. Você encontrará produtos licenciados Disney e os chocolates mais deliciosos do mundo, como Godiva e Lindt muito baratos. São lembrancinhas legais para presentear. Dê uma passadinha na sessão de cosméticos e surpreenda-se com a variedade em maquiagens e esmaltes. O setor de casa também é ótimo. Outra loja bacana para comprar presentes baratinhos é a ROSS [2756 E Colonial Dr], só precisa ter paciência para garimpar.

Atenção ao celular
Todas as operadoras de celular cobram altíssimas tarifas de roaming de dados quando o dispositivo móvel é usado fora do país. Além disso, há uma taxa de deslocamento. Use o wifi dos parques e do hotel para se comunicar por WhatsApp, Skype, Facebook, e-mail ou qualquer outra ferramenta de sua preferência. Antes de sair do Brasil, ligue para a sua operadora e tenha certeza que está tudo certo com as suas configurações de roaming. Se você precisa mesmo usar o celular para telefonar ou receber ligações, consulte as opções de pacotes. Outra opção é comprar um chip internacional pré pago, como na América Net Mobile.

mickey dollar
Compre combos de ingressos

Os complexos oferecem combos de ingresso para quem deseja curtir os parques por mais de um dia, e essa opção é bastante econômica. Por exemplo: o ingresso unitário da Disney custa US$94, se você comprar o combo de quatro dias, cada um sai por US$73,50. Os parques Busch Gardens, SeaWorld e Discovery Cove fazem parte do mesmo grupo, e fazer compras casadas do tipo multiparque é uma boa opção também.

Descer em Miami?
Muitas pessoas compram passagens para Miami, pois acaba saindo um pouco mais barato que Orlando direto. Isso só vale a pena se você realmente deseja passar alguns dias em Miami, pois a viagem Miami-Orlando é cansativa, de pelo menos três horas e meia, e ainda some os custos de combustível e pedágios.