13 furadas para evitar em Orlando

28824

1. Ir com fome ao Medieval Times
Longe de mim querer estragar a farra, mas não é propriamente um banquete medieval que você vai experimentar no Medieval Times. A comida é ok, só isso. No cardápio: sopa, frango assado, pão e batata. Dois momentos frustrantes: não tem cerveja dentro da caneca de “cerveja” (é refrigerante!) e os cavalos performáticos podem fazer suas necessidades durante o show, no meio da arena.

2. Comprar ingresso para o Discovery Cove com muita antecedência
Quando você compra um ingresso para o Discovery Cove, determina o dia da visita. E apesar da água ser aquecida, o tempo ruim pode estragar tudo – afinal, ninguém quer pagar caro (+ de 250 dólares) para tomar chuva em um parque aquático. Melhor comprar o ingresso alguns dias antes, de olho na previsão do tempo.

3. Maratona de parques com crianças pequenas
Viajar para Orlando com bebês e crianças pequenas requer bom senso e certa dose de desprendimento. Os parques são enormes e, mesmo nos carrinhos, as crianças ficam exaustas. O calor, a agitação, a mudança na rotina… tudo isso contribui. Talvez não dê para assistir aos fogos (sua princesa pode pegar no sono), talvez aquela montanha-russa fique para depois… Se quiser mesmo viajar com bebês e crianças pequenas para Orlando, vá com calma e esqueça as maratonas de parques; aqui você encontra várias dicas para viajar com bebês; e aqui com crianças pequenas.

4. Comprar lembrancinhas no Duty Free de Orlando
O Duty Free de Orlando é uma decepção. É pequeno e sem graça. OK, tem lá seus chocolatinhos e perfumes, mas não muito mais que isso. Melhor optar pela loja do Brasil. Em tempo: os supermercados são bons lugares para comprar lembrancinhas sem gastar muito.

5. Ignorar o protetor solar
Já ouvi gente dizer que o sol dos Estados Unidos é diferente do sol do Brasil (???). Na mesma proporção, já vi gente com a pele torrada no segundo dia de férias. É bom saber que o verão pega forte na Flórida, o Sunshine State. Mesmo em meses intermediários, na primavera e no outono, é preciso tomar muito cuidado. Portanto, use protetor solar, boné e tome bastante água. Saiba mais sobre as temperaturas em Orlando.

6. Levar itens proibidos aos parques
Nem tente entrar nos parques com skates, pau de selfie, tênis com rodinhas, facas, apetrechos para picnic, garrafas de vidro, entre outros itens proibidos. Eles serão barrados na portaria sem nenhuma cerimônia – e você ainda vai perder um tempão. Disney e Universal têm listas de itens proibidos muito parecidas, dá uma olhada aqui.

7. Alugar carro sem checar a política do hotel
Alguns hotéis cobram a diária do estacionamento, e isso pode fazer toda a diferença na hora de fechar a conta. Então tome cuidado, pesquise antes. Atenção também com a proatividade dos manobristas logo na sua chegada – o que parece uma cortesia pode ser, na verdade, um serviço pago – e caro!

8. Não reservar restaurantes na Disney
Tudo bem se a ideia for comer só fast food em pé ou encostado em algum canto. Mas, para ter experiências mais bacanas na hora do almoço ou jantar, convém fazer reserva antecipara de restaurantes. Comer bem na Disney é fácil, só precisa se programar. As reservas devem ser feitas no site/app My Disney Experience.

9. Depender de taxi para tudo
Nós já falamos aqui, várias vezes, que andar de taxi em Orlando é caríssimo porque as principais atrações são distantes umas das outras. Por exemplo: ir da Disney até o shopping Florida Mall custa, em média, 55 dólares – daí você converte para o real e cai para trás; e ainda tem a volta, não esqueça. Esse site oferece uma ferramenta legal de estimativa de preço das corridas.

10. Optar por hotéis baratinhos
A promoção é ótima mas… tem percevejo no colchão; tudo fica longe; os caras querem vender títulos malucos; o ar-condicionado não funciona; a segurança é fraca (ou nenhuma). Ao escolher seu hotel, faça uma boa pesquisa nos sites de recomendações, e, acima de tudo, desconfie de preços muito fora da média.

11. Deixar as compras expostas
Seja no carro ou no apartamento, evite expor suas compras. No automóvel, guarde as sacolas no porta-malas. No quarto, tranque no cofre, guarde tudo dentro das malas e feche com cadeado. Se comprar itens caros, não deixe as embalagens ou as notas expostas.

12. Andar sem o passaporte
O passaporte é o seu documento oficial nos Estados Unidos, o RG não adianta. Se você for parado por um policial, por exemplo, é o passaporte que deverá apresentar. Ah, e se for dirigir, carregue a carteira de motorista brasileira.

13. Usar tênis novos para curtir os parques
Para explorar um parque você vai andar o dia inteiro. São cerca de 12 horas da abertura dos portões até os fogos de encerramento. Não use sapatos novos (e nem meias novas). Prefira aquele seu velho tênis de guerra e meias já amaciadas.

Leia também:

Como comprar barato em Orlando mesmo com o dólar alto
Aplicativos e ferramentas ajudam a encontrar passagens aéreas baratas
50 dicas da Disney e de Orlando que eu daria para um amigo